Skip to content
Viajar Barato Pelo Mundo

Viajar para Portugal

lisboa_potugal_europa

Pensando em viajar a Portugal?
O país situa-se a escassas horas de viagem de qualquer capital da Europa, possui temperaturas amenas, está ensolarado durante grande parte do ano e conta com mais de 800 km de fantástico litoral banhado pelo oceano Atlântico. Estas fantásticas qualidades convertem Portugal em um destino perfeito para viajar durante os 365 dias do ano.
É o país com as fronteiras mais antigas do velho continente, no qual podemos encontrar excelentes vinhos, uma culinária deliciosa, muitas variedades paisagísticas, um patrimônio cultural exclusivoe um sem-fim de atividades para realizar.

Informações úteis para viajar para Portugal.

Capital.

Lisboa.

Vistos.

Esta é uma pergunta muito frequente entre os brasileiros:
– Para viajar para Portugal precisa de visto?
Podemos dizer que para os nacionais do Brasil, o visto não é necessário caso entre no país para turismo e/ou negócios, contudo, a estadia está restringida a 90 dias.
O passaporte deverá ter uma validade superior de pelo menos 3 meses em relação ao tempo de duração da visita.

Vacinas.

Não há a necessidade de tomar alguma qualquer vacina em especial para viajar a Portugal, entretanto, para todos os tipos e destinos de viagem é recomendável estar em dia com as vacinas contra o tétano, a difteria, a hepatite B, o sarampo, a caxumba, a rubéola e a tuberculose.

Moeda.

A moeda oficial usada em Portugal é o Euro.
Como curiosidade, podemos dizer que foi um dos primeiros estados europeus a fazer parte da Euro-area da qual é membro desde 1 de Janeiro de 1999. Porém foi só a partir de 1 de Janeiro de 2002, quando as moedas e notas de Euro começaram a circular.

Vestuário.

De modo geral, o povo português veste-se de maneira mais formal que os brasileiros. É claro que se tiver pensado realizar algum programa mais, digamos, conservador, como jantar num restaurante refinado ou ir a algum show de fados, é aconselhável ter a disposição uma roupa mais elegante como blazer, vestido…

Entretanto, vamos basear o nosso ponto de vista no fator usabilidade/clima, deixando a moda um pouco de lado.

O que levar na mala se for a Portugal durante:

 

A Primavera: Durante o dia encontrará temperaturas muito agradáveis, mas pela noite pode ser que refresque e esse “refresco”, para aqueles que não estão acostumados, será bastante frio. Então aconselhamos calças compridas, blusas de algodão de manga comprida (não precisa ser muito grossa), t-shirts, blusa de lã, casaco ou jaqueta. Umas meias mais grossas e cachecol nunca estarão de mais e já fica prevenido se a temperatura baixar um pouco mais e o vento começar a soprar. Quanto ao calçado, escolha um que seja confortável.

O Verão: Dependerá muito da região onde estiver, mas prepare-se para dias quentes. As roupas ideais são as mais leves possíveis. T-shirts, regatas, bermudas, saias, shorts, chinelos, sandálias e um calçado fechado cômodo e arejado para dias de caminhadas. Não esqueça da roupa de praia (sunga, bikini, bermuda…). Ah! E ponha já os óculos de sol na lista.

Dica da mamãe: “Olha…leva um casaquinho porque pode esfriar!”

Se falássemos para nossas mães que estamos indo de viagem para o Sol (sim, para o astro rei) elas com certeza, nos diriam para levar um casaco. Brincadeiras à parte dificilmente fará frio nessa época, mas dizem que as mães sempre têm a razão…

O Outono: Nessa estação a temperatura começa a cair e já há a possibilidade de que chova. Calçados confortáveis e impermeáveis e meias mais grossas são a melhor opção. Também podemos recomendar um bom guarda-chuvas ou uma capa de chuvas (há modelos que podem ser dobrados e cabem em qualquer mochila) ou um casaco impermeável. Calças compridas, blusa de moletom, alguma t-shirt e cachecol completam o kit.

O Inverno: Preparados para congelar? Bom, na verdade não é bem assim. Em Portugal o frio não chega a ser tão rigoroso como em outros países como os do norte da Europa. Mas, não será por isso que andará leve de roupa durante essa estação. Aqui recomendamos calças compridas, camisetas de manga longa, casaco polar de gola alta, cachecol, prendas térmicas, luvas e gorros para ficar mais protegido. Uma dica importante é manter sempre os pés e o pescoço bem abrigados. Fazendo isso diminuímos aquela sensação de muito frio. Meias grossas e calçados fechados (de preferência impermeáveis) também não podem faltar. Previna-se levando um guarda-chuvas ou capa de chuva.

Um detalhe importante; se for visitar os Açores e/ou a Madeira tente ter a disposição um pouco de cada tipo de prenda já que, como dizem naquelas terras, em um único dia pode-se experimentar as quatro estações do ano.

Rede Elétrica.

Em Portugal, a voltagem é de 220v (volts) e 50Hz (hertz). Aparelhos típicos de um viajante como celulares, computadores, tablets e camaras de fotos geralmente possuem carregadores bivolt, 110-220v (tensão) e 50-60Hz (frequência), ou seja, não tem porque ter problemas. Todavia, se for levar para a viagem aparelhos como secador e alisador de cabelos, ferro de passar de viagem entre outros, tenha atenção porquê esses equipamentos nem sempre tem as duas voltagens.

Os tipos de tomada que normalmente encontramos são do tipo C e F (conhecido como padrão europeu).  O plug tipo C conta com dois orifícios redondos e paralelos e era muito usado no Brasil antes do polêmico plugue triplo ser adotado como padrão. Já o interruptor tipo F, conta também com dois orifícios arredondados e paralelos (um pouco mais largos que no tipo C) além de duas pestanas que são usadas como terra. Nesse ponto, ter um adaptador universal é uma boa pedida, ainda mais se tiver a intensão de viajar para outros países.

Clima.

Já comentamos algo sobre o clima quando falamos sobre o vestuário. Agora vamos dar uma visão mais geral sobre esse tema e dividir o clima em duas regiões.

Clima continental:

O clima muda substancialmente de região para região sofrendo a influência do relevo, da latitude e da cercania do mar.
Nas áreas do Porto e Norte e Centro, principalmente nas partes junto da fronteira com Espanha, os invernos são mais rigorosos, ainda que são mais amenos se comparado com o resto da Europa. Pode-se chegar a nevar, o que é mais habitual na Serra da Estrela, onde está o pico mais alto de Portugal continental situado a mais de 1900 metros acima do nível do mar. Já no Algarve, os invernos são particularmente moderados.
Os verões são tórridos e secos acima de tudo nas regiões do interior principalmente no Alentejo. Já no litoral o calor é contido pela ação do mar.
No decorrer do Outono e na Primavera, o sol e as temperaturas agradáveis são frequentes.

Clima nas ilhas:

Madeira.
Devido ao seu posicionamento geográfico e ao relevo montanhoso, o tempo no arquipélago da Madeira é ameno, com médias de temperatura de 25ºC durante o verão e de 20ºC ao longo do inverno. Já a água do mar conserva uma temperatura agradável no decurso de todo o ano graças à ação da corrente do Golfo.

Açores.
O clima dos Açores é caraterizado por temperaturas amenas ao longo de todo o ano. A latitude e a corrente do Golfo atuam diretamente no tempo e nas águas que banham suas costas, assim temperatura da água se mantém muito afável em todas as estações.

Idioma.

O idioma oficial é o português.

Como curiosidade, essa língua é pronunciada por mais de 200 milhões de pessoas e é a quinta que mais se fala no mundo. Os países cujo idioma oficial é o português são Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, São Tomé e Príncipe, Brasil, Timor-Leste e na Região Administrativa Especial de Macau.

Os portugueses costumeiramente tem aptidão para se comunicarem em francês, espanhol e inglês.

Transportes.

A escolha do meio de transporte que utilizará para se locomover em Portugal dependerá do tipo de viagem que pretende realizar. Também dependerá do tempo que possui para realiza-las. Uma má escolha poderá dar algumas “dores de cabeça”. Sendo assim, damos aqui algumas dicas de como se deslocar nos seguintes meios de transporte:

Avião.

Portugal tem um território suficientemente pequeno para que, na maioria das vezes, não valha muito a pena usar esse meio para se deslocar internamente. Além disso, os preços das passagens não costumam ser muito amigáveis. Esse meio é útil especialmente em conexões aéreas para quem chega do Brasil ou de outros países. Usar o avião para ir de uma cidade a outra dentro do território não é boa opção. Além disso implicará possíveis gastos extras com táxi e perdas de tempo no transito até o aeroporto. Sem contar que, para um voo doméstico, deverá estar no mínimo uma hora antes no terminal para realizar os procedimentos de embarque. Agora, se pretende ir para os Açores ou para a ilha da Madeira esse meio é a melhor opção e um voo para ambos os destinos dura pouco menos de duas horas.

Trem.

Conhecidos em Portugal como comboio, esse meio, assim como o avião, não é o mais indicado para se mover dentro do país. A maioria dos trajetos entre as cidades são lentos, os horários não são flexíveis, a pontualidade é falha e muitas vezes será imprescindível fazer transbordo de um trem a outro.
Entretanto, durante algumas épocas do ano a Comboios de Portugal, empresa  responsável pelos caminhos de ferro, põe a disposição uma serie de comboios históricos como por exemplo o Comboio Histórico do Vouga e o Comboio Histórico do Douro. Passeios que podem ser interessantes àqueles que viajam ao país.

Ônibus.

Em Portugal são chamados de autocarros. Comparados com os trens, os ônibus são geralmente mais rápidos, os horários e linhas são mais flexíveis e também são mais pontuais.

Há dois tipos de ônibus interurbanos em Portugal:

Expressos: Fazem a ligação entre as principais cidades, não fazem muitas paragens

Regionais: Ligam as cidades com menos relevância, são mais lentos e realizam várias paragens durante o percurso. Porém, contam com a vantagem que permitem admirar de forma mais pormenorizada as paisagens e as vilas e aldeias do caminho.

Carro.

Ao ser um país pequeno e ter a cada poucos quilômetros algo interessante para ver ou visitar, o carro é, definitivamente, o meio de transporte mais indicado para viajar por Portugal.

Modelo de Governo

O modelo de governo português é o semipresidencialista. O chefe de estado é o Presidente da República e é quem detém o poder de nomear o chefe de governo, ou seja, a um primeiro-ministro e o poder de dissolver a Assembleia da República. O país está dividido em 308 concelhos que por sua vez em 3092 freguesias.