Skip to content
Viajar Barato Pelo Mundo

Viajar para o Egito

egipto_africa_01

Egito ou Egipto em português europeu (oficialmente, República Árabe do Egito), berço da civilização, é um país de contrastes e controvérsias em todos os seus campos. Desde a sua religião, pasando pela política e até mesmo pelo próprio sector turístico. Destino procurado e sonhado por qualquer pessoa que tenha interesse em questões arquitetônicas, antropológicas ou espirituais, mas bem complicada para viajantes independentes e, acima de tudo, mulheres viajantes.

Por esta razão, neste artigo vamos dar-lhe um guia personalizado sobre:

  • O que ver no Egito.
  • Segurança vs. insegurança do país.
  • O pior e o melhor das pirâmides e não só apenas as de Gizé.
  • Vistos.
  • Gastronomia.
  • A escolha de excursões e guias turísticos durante a sua visita.

Vamos tentar descrever, ponto a ponto, algumas experiências para que possa viajar e desfrutar do país na sua plenitude. Também vamos citar todas as dificuldades e aspectos negativos para ir muito mais seguro e confiante.

É seguro viajar para o Egito?

Quando tome a decisão de viajar para o Egito esta é a primeira dúvida que surgirá, pelo menos, para a maioria das pessoas que tomam essa decisão, é assim. E é normal já que, quando começar a procurar informações sobre esse assunto encontrará todos os de histórias:

  • Ataques.
  • Bombas.
  • Extremistas religiosos.
  • Outras catástrofes.

Essas aberrações ficam mais evidentes se estiver procurando informações nas páginas dos jornais. Quase todas as notícias da mídia dizem meias-verdades e provavelmente iram assusta-lo. Não queremos dizer que você não os deva ouvir, mas pelo menos tome um tempo prudente para verificar se são corretas. Sobre esse ponto recomendamos que você pergunte às pessoas que viajaram para o Egito recentemente, pois muito daquilo que irá encontrar foram escritas por pessoas que nunca entraram no país.

Mesmo assim, recomendamos:

Um seguro

Contrate sempre um seguro de viagem que cubra todas as suas necessidades. Isso lhe dará muita calma face a qualquer possível situação adversa. Ainda mais quando as condições sanitárias do país não são as melhores do mundo.Um bom seguro de viagem garante que você seja tratado em um bom hospital privado. A melhor coisa que pode acontecer é que não tenha que usar o seguro contratado.

Vestuário

Se você é mulher ou um homem que viaja com a sua parceira, você tem que estar ciente que você está indo para um país árabe, onde muitos homens nunca viram o tornozelo ou o ombro de uma mulher em toda a sua vida. Portanto, a roupa é um ponto fundamental para não ter problemas ou, o que é o mesmo, passar despercebido. Sabemos que isso pode não ser do seu agrado, mas lembre-se que o objetivo é evitar situações desconfortáveis. No final, tratamos de dar recomendações para viajar para o Egito. Nada daquilo que listamos abaixo é obrigatório.

O que melhor funciona:
  1. Usar mangas compridas e calças ou saias compridas (e que não sejam justas): sim, faz muito calor, porém vai agradecer de não estar em constante pressão com os olhares libidinosos. Roupas claras de linho são as melhores para combater as altas temperaturas. É essencial não mostrar os ombros nem os joelhos.
  2. Cobrir a cabeça: você pode usar um véu ou um lenço simples para se cobrir. Os egípcios vão mostrar mais respeito com esse tipo de ação e, além disso, se protegerá do sol.
  3. Usar algumas palavras em árabe: “Oi” é “marhaba”. “Obrigado” é “šukran”. “Não” é “lā “. Grave muito bem essa palavra na memória porquê a terá que dize muitas vezes aos vendedores. “Lā šukran”, significa “não, obrigado”.
  4. Usar uma aliança: muitas mulheres que viajam sozinhas usam uma aliança para para fingir aos egípcios que elas têm um compromisso. Embora alguns nem vão ligar e tentaram uma aproximação, a maioria respeita este símbolo religioso e iram chatear menos.
  5. Dizer sempre que estão casados: para reforçar a “técnica” da aliança, se estiverem em casal dizer sempre dizer estão é casado ou, se estiver sozinha dizer que está casada.

Guia local ou agência?

Um guia, uma agência de turismo ou um simples contato de uma pessoa local irá ajudá-lo a relaxar durante sua viagem.Se for por conta própria se sentirá pressionado o tempo todo, já que todo o mundo ficará olhando para você. Ficará tenso e na defensiva procurando uma saída para não sofrer com trapaças, vendas agressivas e as mais diversas tentativas para atrair a sua mulher. Se for contratar um guia independente ou uma agência é muito importante que o faça através de recomendações de outros viajantes e turistas. Infelizmente, há casos de maus serviços e trapaças com guias locais. Às vezes é uma despesa extra realmente vale a pena.

Revisa as informações dos locais aos quer visitar.

Informe-se bem das últimas notícias sobre os lugares que deseja visitar. Por exemplo, existem alguns lugares como Abu Simbel, onde praticamente é obrigatório ir em carreata (grupo de carros ou barcos) por razões de segurança. Isso não significa que você não pode fazer sua viagem por conta própria. Sendo assim, procure as diferentes opções e escolha aquela que você ache melhor para si.

Concluindo, viajar para o Egito é seguro ou não?

Finalmente, dizer-lhe que, para nós, ao seguir estas poucas recomendações viajar para o Egito sim que é seguro e em nenhum momento temerá pela sua integridade física ou terá quaisquer problemas maiores.
Além disso, você vai encontrar várias controles policiais durante alguns trajetos onde iram anotando no seu passaporte as chegadas e saídas de diferentes cidades pelas quais está viajando. Com este método podemos dizer que as autoridades saberam por onde você estará passando.
Obviamente, os egípcios e seu governo não estão interessados em nada aconteça aos viajantes estrangeiros, já que o turismo continua sendo uma parte fundamental da economia do país.
Ponto a favor; devido ao sentimento de insegurança que ronda o país, muitos turistas o deixam de visitar e dessa forma irá encontrar monumentos como as pirâmides de Gizé, praticamente vazios algo que há alguns anos era praticamente impossível. Além disso, encontrará preços mais baixos e evitará perdas de tempo nas filas para comprar as entradas.

Como chegar ao Egito?

O voos mais baratos, praticamente desde qualquer país, são aqueles com destino ao Cairo. Esta é a maneira mais fácil de entrar no Egito.

Onde dormir no Egito?

Se você vai ao Egito através de uma excursão organizada por uma agência, você não terá que se preocupar sobre esse assunto uma vez que tudo estará organizado pela empresa.
Mas caso viaje ao país por conta própria, uma das plataformas mais recomendadas para procurar alojamento e uma das mais usadas é a Airbnb. Além disso passa muita confiança e segurança quando o assunto seja a reserva de um alojamento.

O que ver no Egito?

Depois “algumas” palavras sobre a segurança e conselhos variados sobre os deslocamentos, passamos a falar um pouco sobre as atrações do país.
Se você viajar para o Egito entre uma semana, 10 ou 12 dias, recomendamos que a sua viagem gire em volta dos primeiros 3 pontos. Agora, se tiver mais tempo, poderá completar a rota sugerida ou até mesmo incluir outros destinos como, por exempo o deserto do Sinai.

1 – Cruzeiro pelo Nilo

cruzeiro_nilo_egipto_africa
Cruzeiro pelo rio Nilo.

Muitos turistas vão para o Egito apenas para viajar pelo Nilo em um cruzeiro e, na verdade é uma experiência surpreendente. São várias as propostas, tanto em números de dias e noites como lugares de paradas e visitas. Sugerimos que entre em contacto com uma agência que ofereça tais propostas e que as mesmas ofereçam guias e transportes durante as visitas aos monumentos e cidades. Isso porquê estes passeios realizados com um guia será uma experiência muito mais completa e não pensará que, depois de ver 2 ou 3 templos todos os demais mais ou menos o mesmo devido aos seus parecidos arquitetônicos.
E isso, está claro que não é assim. O mais interessante desse templos são os hieróglifos  que estão presentes em suas paredes, pilares, tetos, chão e, caso não seja um egiptólogo, não saberá como interpretá-los e perderá grande parte da essência do lugar.
Além destes passeios guiados, cada refeição dentro do cruzeiro será uma descoberta gastronómica e vai saborear pratos muito variados. Não tenha vergonha de perguntar os nomes, receitas e ingredientes. Garçons e cozinheiros estarão sempre sorrindo e dispostos a ajudá-lo em tudo que faça falta. E mais, se lhes der alguma gorjeta, já os terão conquistado para o resto da viagem.
Garantimos que não há melhor maneira de apreciar este lendário rio. Estar em sua cabine com ar condicionado e desfrutar dos cenários que o Nilo proporciona, é algo que não tem preço.
E para terminar o dia, poderá ver o pôr-do-sol desde o convés do cruzeiro enquanto relaxa (e se refresca) dentro da piscina.

2 – Dahab

mergulho_dahab_egipto_africa
Mergulhar em Dahab, uma atividade imperdível.

Um oásis de tranquilidade. Viajar para o Egito e não pisar em Dahab é como ir a Roma e não ver o Papa.A grande maioria dos turistas vão conhecer as praias e/ou praticar snorkelling e mergulho em lugares como Hurghada ou Sharm El Sheikh.
Porém, sugerimos que o faça em Dahab. As pessoas são mais hospitaleiras, as praias são mais bonitas, tudo é mais barato e praticar mergulho nas suas águas é algo realmente incrível

O que ver e o que fazer em Dahab?

Mergulhar é a melhor coisa que se pode fazer nesta cidade. O Mar Vermelho é considerado um dos melhores lugares para essa prática graças a fantástica visibilidade, as grandes profundidades e a boa conservação dos corais. No litoral da cidade você vai encontrar várias empresas que oferecem cursos certificados de mergulho. Estar baixo o mar é o mesmo que descobrir um novo mundo. Dizem que 99% das pessoas que realizam mergulho pela primeira vez, voltam a repetir.
Além do mergulho, também recomendamos ver o pôr-do-sol à praia conhecida como o Eel Garden. Dessa praia poderá contemplar as montanhas da Arábia Saudita bem na costa oposta a qual estará no Mar Vermelho.
Se você não quiser mergulhar, pelo menos prove praticar snorkeling no Blue Hole. É um lugar cheio de turistas, mas vale mesmo a pena. Para evitar essas aglomerações recomendamos ir ao nascer do sol ou ao cair da tarde.
Também pode visitar a Medina ou fazer algumas das excursões no deserto e nas montanhas. Há várias empresas oferecendo esse tipo de excursões.

Como chegar a Dahab?

Você tem 3 opções:
  1. De barco desde Hurghada até Sharm El-Sheikh e a partir dai de ônibus até Dahab: esse é o caminho mais rápido. O problema é que o barco só sai durante 2 ou 3 dias por semana, às vezes até menos e pode até mesmo não sair devido a alguma tempestade.
  2. De ônibus desde o Cairo: é uma viagem muito mais longa e está sujeita a vários atrasos e imprevistos.
  3. Contratar uma excursão que o leve até a cidade.

Uma nota final, se você passar por Hurghada não se deixe de visitar a sua espetacular mesquita.

3 – O Cairo e as pirâmides de Gizé

cairo_piramides_gize_egipto_africa
Destaque para as pirâmides. Ao fundo vemos a cidade do Cairo.

Parada obrigatória se você viajar para o Egito.
Mas, quanto tempo eu preciso para conhecer o Cairo?
Isso depende.
É uma cidade enorme, bastante poluída, barulhenta e caótica mas que, apesar de tudo, vale a pena passar entre 4 e 7 dias nela.

O que ver no Cairo?

  1. As pirâmides de Gizé e a Esfinge.
  2. Visitar as lojas de essências em Gizé.
  3. Comer o Koshari e o Falafel.
  4. Cairo copta.
  5. Cairo islâmico.
  6. Museu Egípcio.
  7. Torre do Cairo.

Recomendações para visitar as pirâmides de Gizé

  1. Que não te cobrem mais: O preço oficial da entrada é de 80 LE (Libra Egípcia) ou 40 LE você for estudante universitário e poder prová-lo. Não deixe que te cobrem mais pela entrada.
  2. Você não precisa de um camelo para visitar o lugar.  Centenas de Hustlers(charlatães) tentarão vender-lhe um passeio de camelo com o pretexto de que o recinto é muito grande e é impossível conhecê-lo a pé e isso não é verdade. É possível conhecer tudo a pé, andando calmamente e sem problemas.
  3. Evite o calor: dependendo do mês que escolha para visitar o país, o calor pode ser quase insuportável. Leve consigo muita água e roupas adequadas. Começa a sua visita o mais cedo possível,  assim, quando o calor aumentar (aproximadamente às 11 ou 12 do meio dia), você já estará descansado.
  4. Evite os Hustlers (charlatães): existem de todos os tipos e são muito frequentes. Os que oferecem fotos com camelos, aqueles que se oferecem para tirar fotos e, em seguida, pedem uma gorjeta, aqueles que colocam um turbante nas sua cabeça (mesmo que você não queria e para evitar uma discussão ou vários outros tipos de assédio,  terá que dar-lhes algo…enfim, evite-os de todas os jeitos e…
  5. Tenha muita paciência: algum encontro com esse pessoal é, realmente, inevitável. Tente sorrir o tempo todo, não pegue nem aceite NADA daquilo que lhe ofereçam (cartões postais, turbantes, pulseiras, etc..) e ignore completamente a sua presença. Sim, pode parecer de má educação, mas  um simples olhar na sua direção, ou “Oi” ou um “não obrigado” já será suficiente para que te assediem durante um bom tempo.

3 – As pirâmides de Saqqara, Dahchur e as suas pinturas.

saqqara_egipto_africa
Pirâmide de Saqqara.

Sugerimos que você comece a sua visita pelas pirâmides de Saqqara e Dahchur em vez de Gizé, uma vez que estas foram construídos antes e assim poderá refazer a história em sua cabeça seguindo um roteiro organizado cronologicamente. Nesta área, localizada a cerca de 30 km do Cairo, foi onde se estabeleceu a necrópole da antiga cidade de Memphis.
Aqui você vai encontrar monumentos fantásticos como a Pirâmide Escalonada(considerada a primeira pirâmide do mundo), a Pirâmide Vermelha e várias sepulturas com pinturas com as cores praticamente intactas e com mais de 10.000 anos de antiguidade.
Também poderá visitar o museu que tem como Imhotep (o arquiteto mais prestigiado da história do Egito)como foco principal. Esse personagem era tão importante que foi considerado praticamente como um Deus na história egípcia. Na verdade, ele foi o único “mortal” a ter tido a honra de ter o seu nome inscrito ao lado do de um faraó. Ele também é considerado o pai da medicina egípcia e muitas outras coisas mais.

Como chegar lá e recomendações?

Aqui, uma vez mais, sugerimos que contrate um guia.  Esta área está completamente deserta e a presença de um guia é fundamental. Outras recomendações: muita água, roupas claras e leves, algo para cobrir a cabeça e algumas Libras Egípcias para eventuais gorjetas.

4 – Luxor

A cidade foi construída sobre a antiga Tebas, capital do Império egípcio. Era um dos lugares mais importantes da região já que foi a capital do Novo Império e do antigo Egito. Se estiver procurando tranquilidade (que com certeza não encontrará no Cairo), este é o lugar perfeito para uma pausa mais longa durante a viagem.

O que ver e fazer em Luxor?

felucca_egipto_africa
Passear de Faluca é uma das grandes atrações de Luxor.
  1. Vale dos Reis.
  2. Templo funerário de Hatshepsut.
  3. Passeio de Feluca: Luxor está dividida pelo rio Nilo, a margem Leste é onde a cidade em si está localizada, na margem Oeste é onde estão os povoados e as plantações. Neste rio você vai encontrar dezenas de barcos a vela chamados “filuca” pelos egípcios e por poucas libras poderá navegar pelo rio num passeio inesquecível.
  4. Templo de Karnak.
  5. Templo Dendera.
  6. Templo Luxor.

Como chegar?

Você pode ir de trem a partir do Cairo e essa é a opção mais econômica. O geralmente trem é confortável e a paisagem do caminho é incrível.
Também pode descer o Nilo em um cruzeiro.

Onde dormir em Lúxor?

Sugerimos que escolha a margem Oeste, já que é a mais tranquila.

Recomendações.

Recomendamos que contrate um guia local para visitar os templos da cidade, os arredores ou mesmo para contratar um passeio de Feluca sem que lhe enganem.Alguns dos templos têm shows noturnos. Informe-se no local sobre essas apresentações.

5 – Abu Simbel

abu_simbel_egipto_africa
Templo de Abu Simbel – Egito

Esta antiga área de grande valor arqueológico é habitada pelo povo núbio. Somente saber sobre o seu modo de vida atual e um pouco da sua história já vale a pena. Embora o que todos nós queremos ver quando chegarmos a Abu Simbel são seus templos. A coisa mais interessante sobre esta área é que os templos mais conhecidos não estão em sua localização original, mas foram realocados através de um grande projeto de engenharia multinacional desenvolvido em 1984.
Imagine o trabalho que deu desmontar pedra por pedra esses gigantes e reconstruí-los em outro local a partir do zero.
Dentro do recinto verá as fotografias do passo a passo desta reconstrução. Muitos dos templos ainda estão debaixo da água, dada a inundação provocada da represa de Assuã cuja construção serve para controlar as cheias e sequias do Nilo.

Como chegar?

Pode chegar de comboio ou avião. A primeira opção, se levantar cedo, permitirá ver o nascer do sol enquanto contorna a represa de caminho a Assuã a Abu Simbel.

6 – Assuã (Aswan)

templo_philae_egipto_africa
Templo de Philae em Assuã.

Esta será a sua última parada se você decidir viajar pelo Egito de Norte a Sul. É uma cidade pouco caótica, tipo Cairo, bastante poluída e barulhenta.
No entanto, pode ser uma boa parada estratégica para conhecer vários dos templos ao redor da represa.

O que ver em Assuã?

  1. Bazar de Assuã.
  2. Templo Philae.
  3. Museu de Núbia.
  4. Obelisco Inacabado.
  5. Barragem de Assuã.

Como chegar a Assuã?

Temos quatro opções:
  1. Via cruzeiro.
  2. Via ônibus.
  3. De Avião.
  4. Excursão Privada.

Recomendações

Se você decidir visitar uma das aldeias núbias, irá encontrar muita pobreza. Cada descendente de Núbia é considerado como um cidadão egípcio de segunda ou terceira categoria e não é agradável ver as condições nas quais eles vivem. Atualmente, eles sobrevivem graças a venda de artesanato aos poucos turistas que visitam suas terras. A visita mais popular é a da Ilha Elefantina.

O que comer no Egito?

Esta é uma das melhores partes da cultura árabe, a gastronomia.

1 – Kushari.

kushari_egipto_africa
Kushari

O Kushari o Kosheri é uma grande mistura de ingredientes basicamente, está composto por arroz, grão de bico, macarrão, lentilhas, cebolas crocantes e molho de tomate. De fato é difícil de imaginar que ao misturar tantos sabores o resultado possa ser tão bom. Eles servem tudo separadamente, além de alguns recipientes com vinagre e limão para misturar e temperar a gosto.

2 – Café da manhã com Falafel.

Quem sente falta de pão na chapa depois de um café da manhã desses?! Salada, diferentes tipos de pães árabes, ovos mexidos, feijão com tomate e cenoura e o ingrediente estrela: o Falafel, uma espécie de bolinho feito com farinha de grão-de-bico, várias especiarias e fritos.

Vistos para entrar no Egito

Concluímos este artigo falando um pouco sobre os procedimentos legais precisará seguir para entrar no país, e, especificamente, o visto.

Em qualquer caso, você tem duas opções:

Visa On Arrival

Simplesmente você chega ao aeroporto e verá placas de “Visa”. Se não encontrar nenhuma destas placas, qualquer oficial pode direcioná-lo ao lugar onde comprar o visto você disser que não o tem. Atualmente o preço do visto é de 25 USD.

Visto desde seu país de origem.

Você também pode ir para a embaixada egípcia e solicitar o visto antes de viajar. Cada país pede uma documentação diferente, mas muito provavelmente você precise preencher alguns formulários, entregar fotografias e cópias do passaporte. Para informações mais específicas e oficiais sobre os trâmites necessários para conseguir o visto de entrada no Egito, deixamos abaixo os links para consultas:

Brasil: Portal Consular.

Portugal: Portal das Comunidades Portuguesas.